Ver mais notícias

O Comitê Gestor dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016 determinou o fechamento parcial do aeroporto Santos Dumont durante os Jogos Olímpicos do ano que vem. A medida deverá ser adotada entre os dias 8 e 18 de agosto, no horário das 12h40 até as 17h10. O objetivo é viabilizar as filmagens das competições de vela no espaço aéreo próximo ao local de forma segura.

A resolução, publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira, está de acordo com avaliações técnicas realizadas em conjunto com a Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República para reduzir possíveis impactos nas operações do aeroporto. Para a gravação das provas de vela será necessário o uso de aeronaves de asa rotativa. As máquinas operarão de forma contínua e exclusiva, com variação de altitudes de 300 a 3 mil pés, nas raias de competição denominadas “Pão de Açúcar” e “Escola Naval”.

A estimativa das empresas aéreas é que a medida deve afetar aproximadamente 150 mil passageiros. Embora o período de fechamento esteja no intervalo dos horários de maior pico, ele se encontra justamente na faixa de maior uso por passageiros em viagens de lazer. As empresas aéreas, através da Abear, buscaram assessoria internacional para prover uma alternativa à interdição do aeroporto, mas as propostas não foram consideradas pelo Comitê Gestor dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016. Em nota a associação afirma que a decisão é tardia, tendo em vista o tempo disponível para o planejamento das competições esportivas e operações de transmissão televisiva desde o anúncio da sede dos Jogos. Em nota a associação afirma que “o remanejamento das operações e reacomodação de passageiros gera despesas compulsórias não planejadas para as empresas aéreas num momento de forte retração econômica”.

A entidade prevê que em 2016 as empresas aéreas devem fechar o ano com saldo negativo de R$ 12 bilhões.

 

 

 

Comente

Ver mais notícias