Ver mais notícias

A Agência Europeia de Segurança da Aviação (EASA) e a Federação Nacional de Aviação dos Estados Unidos (FAA) expediram a Certificação de Tipo da nova versão da aeronave de corredor único mais vendida do mundo, o Airbus A320neo. Equipado com motores Pratt & Whitney Pure Power PW1100G-JM, o novo jato completou um rigoroso programa de certificação, que testou suas estruturas e sistemas além dos seus limites de projeto para garantir a segurança para sua aeronavegabilidade. TAM, Avianca e Azul têm pedidos do A320neo.

"Este duplo selo de aprovação reconhece o trabalho árduo realizado por todas as equipes da Airbus e Pratt & Whitney", disse Fabrice Brégier, presidente e CEO da Airbus. "O A320neo agora está pronto para a sua primeira entrega". Com mais de 4.300 encomendas recebidas de mais de 75 clientes desde o seu lançamento, em 2010, a família A320neo conquistou 60% em participação de mercado.

Segundo a Airbus, as três aeronaves de teste equipadas com motores Pratt & Whitney acumularam mais de 1.070 horas de voo, em 350 operações. Das 1.070 horas de voos teste, 300 foram realizadas com a mesma aeronave, em um ambiente de companhia aérea, para garantir a maturidade operacional para sua entrada em serviço.

Os motores Pratt & Whitney do A320neo são a primeira variante da família neo (nova opção de motores, na sua sigla em inglês) a receber a certificação de tipo. O A320neo com motores CFM serão certificados nos próximos meses, assim como os modelos A321neo e A319neo com as duas variações motores.

A família A320neo incorpora novas gerações de motores e novos dispositivos aerodinâmicos de ponta de asas, os Sharklets, que, somados a demais aprimoramentos na estrutura, prometem garantir economia de combustível de até 20% em comparação às versões atuais.

Lançado em 1º de dezembro de 2010,

O A320neo oferece às companhias aéreas as opções motores Pratt & Whitney Pure Power PW1100G-JM e CFM International LEAP 1ª.

 

 

 

Europa e EUA certificam o A320neo, modelo de corredor único mais vendido do mundo. No Brasil, ele será operado por TAM, Avianca e Azul

 

Comente

Ver mais notícias