Ver mais notícias

O avião ainda não saiu do papel, mas promete viajar a uma velocidade de 29 mil quilómetros por hora e transportar até dez pessoas.
Até onde consegue viajar de avião num período de 11 minutos? Para os engenheiros Charles Bombardier e Joseph Hazeltine, esta poderá ser a distância entre Nova Iorque e Londres graças ao Antipode, uma aeronave capaz de transportar dez pessoas numa velocidade de 29635.2 km/h – 12 vezes mais rápido do que o avião Concorde.

De acordo com as especificações do projeto, o veículo iniciaria o seu trajeto de qualquer pista de voo usando propulsores reutilizáveis de foguetões, o que levaria o veículo a subir a 12,1 quilómetros da superfície numa velocidade de 6.174 km/h. Ao atingir esta altura, os foguetões retornariam à pista de voo e a aeronave acionaria um motor ramjet supersónico para atingir uma velocidade de 29.635.2 km/h, ajudado pelo seu desenho aerodinâmico.

“Queria criar um conceito de aeronave capaz de atingir a sua antípoda  – ou oposto diamétrico – o mais rápido possível”, conta Bombardier em entrevista publicada esta terça-feira na revista Forbes. “O Antipode poderia ser usado como uma aeronave de negócios ou militar para transportar pessoas em todo o mundo em menos de uma hora”, explica.

De acordo com os cálculos da publicação, se o Antipode descolasse de Nova Iorque, chegaria a Paris em 12 minutos, a Tóquio ou Dubai em 22 minutos, a Xangai em 24 minutos, a Hong King em 26 minutos e a Sidney em 32 minutos.

A aeronave, no entanto, ainda não saiu do papel. Bombardier reconhece o alto custo de fabricação da aeronave. “Acredito que o custo será pelo menos de 150 milhões de dólares [cerca de 138 milhões de euros] por avião e poderia tornar-se realidade apenas se houver demanda”, admite à Forbes. O engenheiro afirma ainda que o projeto necessita de mais investigações para responder a algumas perguntas pendentes, como o material adequado para a construção do veículo e que mecanismos serão utilizados para aliviar os efeitos da força-g sob os passageiros.

 

 

Comentários

Fladimir disse:

Essa velocidade é até possivel mas não sei como vão garantir a segurança dos passageiros sob a força g

28/01/2016 - 15:22:47

ademir pinheiro disse:

eu não acredito nisso é muita velocidade

27/01/2016 - 13:25:28

 

Comente

Ver mais notícias