Ver mais notícias

Ao divulgar os números da demanda doméstica brasileira do último mês, a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) apontou o período como o "melhor setembro da história" desde que a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) começou a medir os dados, em 2000.Foi registrado um aumento de 6,6% na demanda em comparação a setembro do ano passado, em passageiros-quilômetros transportados (RPK). Além disso, é o sétimo mês consecutivo com aumento na procura por voos nacionais, sempre comparando ao mesmo mês do ano anterior.

No total, foram transportados 7,5 milhões de passageiros em voos nacionais no mês de setembro, um aumento de 8% em relação ao mesmo mês de 2016, ou 500 mil passageiros a mais. Se considerar o terceiro trimestre inteiro de 2017, foi somado um milhão de passageiros ao observado no ano passado, um aumento de 4,6%.

Oferta e fator de aproveitamento também tiveram aumento. Na oferta, inclusive, foi o terceiro mês consecutivo de crescimento, com alta de 2,9% em relação a setembro de 2016; já o aproveitamento ficou em 83%, 2,8 pontos percentuais a mais que no mesmo período do ano passado, e recorde para o mês.

GOL LIDERA
No comparativo entre aéreas, a Gol sai por cima, com 35,7% de participação no mercado doméstico em setembro; logo atrás vem a Latam, com 33,3%. Um pouco distantes, a Azul ficou com 17,7% no share nacional, e a Avianca Brasil, com 13,1%; juntas, as quatro representam mais de 99% do mercado doméstico.

Victor FernandesGol lidera o share de voos domésticos
Gol lidera o share de voos domésticos
INTER
Em relação às operações internacionais, os números das aéreas associadas da Abear, ou seja, das quatro maiores brasileiras (Gol, Latam, Azul e Avianca Brasil), foram responsáveis por cerca de 30% do mercado, sendo o restante operado por bandeiras estrangeiras.

Em setembro, a demanda por voos internacionais entre as quatro aéreas brasileiras cresceu 17,1% em relação a mesmo mês de 2016; foi, inclusive, o 12º mês consecutivo com alta na demanda. A oferta aumentou 18,5% na mesma base de comparação, e o aproveitamento ficou em 85,8%, um recuo de quase um ponto percentual. Foram transportados 713 mil passageiros nas operações internacionais, um aumento de 10,72% ou 101 mil pessoas a mais do que setembro do ano passado.

Entre as empresas brasileiras, o domínio fica para a Latam, com 73,41% da participação no mercado internacional, seguida de Azul, com 11,36%; Gol, com 10,39%; e Avianca Brasil, com 4,84%.

De janeiro a setembro, a demanda por voos internacionais cresceu de 13,7% nas quatro aéreas, em comparação com o mesmo período de 2016; a oferta aumentou 10,9%, e o fator de aproveitamento teve alta de 2,1 ponto percentual, para 85,2%. O total de passageiros transportados chegou a 6,2 milhões, aumento de 12,08% em comparação ao período entre janeiro e setembro do ano passado.

 

 

Comente

Ver mais notícias