A crise econômica e a alta do dólar fizeram a companhia aérea Azul pisar no freio e reduzir o seu ritmo de expansão em 2015. No mercado brasileiro, em vez de encerrar o ano com crescimento de 15% na oferta de assentos em voos domésticos, a companhia agora prevê...